1 de mai de 2008

Olhares investigativos

Novamente a reportagem de Rubens Fernandes Júnior para IrisFoto:

"Pelo nome do grupo de Brasília, dá para sentir o seu pique de trabalho. Fundado no início do ano passado, ele nasceu de reuniões semanais promovidas pelos fotógrafos brasilienses da Miragem Oficina de Fotografia, uma mistura de agência, estúdio, laboratório e escola. Assim como a Lumiar, as imagens dos Ladrões de Alma ultrapassam a linguagem simples e direta do cartão postal – são mais investigativas, têm uma abertura maior no seu significado ou, simplesmente, despertam o prazer de olhar.

Segundo Marcelo Feijó, um dos membros do grupo, a opção pelo cartão postal impôs-se como a solução para viabilizar a divulgação do trabalho fotográfico. A primeira edição chamou-se Coleção 24 x 17, ou seja, 24 cartões por 17 fotógrafos. A segunda, lançada em julho, ganhou o nome de Coleção Reincidente. Juntas, somam quase 60 imagens, produzidas por fotógrafos que residem em Brasília."

...

Nenhum comentário: